RSS

Marca Páginas – Novas Diretrizes em Tempos de Paz de Bosco Brasil

03 jul

O livro é uma peça de teatro escrita por Bosco Brasil em 2001, encenada, pela primeira vez, em 2002 e publicada, somente, em 2005. A obra narra a história de um judeu polonês, Clausewitz, refugiado da II Guerra Mundial que, em 18 de abril de 1945, chega ao Brasil e tenta conseguir o salvo-conduto para permanecer no país.

O polonês, no entanto, depende da boa vontade de um antigo policial torturador, Segismundo, para permanecer no Brasil. Segismundo trabalhava, anteriormente, nas investigações do Governo Vargas, interrogando e torturando pessoas; com o fim da guerra foi transferido para a polícia política do governo, qual era responsável por decidir, entre os refugiados, quem ficaria ou não no Brasil.

Cansado de histórias da guerra Segismundo esta decidido a não permitir a permanência de Clausewitz no país, este, porém, insiste.

O polonês conta com quem aprendeu o português e as suas impressões sobre a nossa língua que ele acreditava ser falada apenas por pessoas sem dentes e que em uma língua tão bonita seria impossível a existência de ordens e palavras atrozes, impressão essa que é desmanchada ao conversar com o policial.

Segismundo enraivecido faz uma proposta a Clausewitz:

Se, ao contar sua história da guerra, o polonês conseguisse fazer o, brutal, policial brasileiro chorar, seria-lhe conferido o salvo conduto sendo possível sua permanência no Brasil.

 

A obra de Bosco Brasil te prende do começo ao fim.

Quando o personagem polonês começa a falar suas impressões sobre a língua portuguesa com todos os seus fonemas e dificuldade de aprendizado, assim como a sonoridade das palavras bate um orgulhosinho, lá no fundo do peito, de ser brasileiro.

Bosco Brasil nos brindou com as mais distintas formas de ver a guerra. Isso porque quando estudamos ou pensamos na guerra a última coisa que lembramos é da arte, do teatro, da literatura e das pessoas que trabalhavam com isso, esquecemos, porém, que, talvez, se Hitler tivesse feito sucesso como pintor de rua, seu ganha pão quando jovem, ou se nunca tivesse escrito Mein Kampf a II Grande Guerra nunca teria existido.

Nós temos o vicio de ignorar alguns detalhes em certos assuntos e isso é o legal na obra de Bosco Brasil (pelo menos na minha opinião), ele nos mostra os detalhes, o outro lado da moeda, o lado das pessoas comuns, contada através da arte e da visão de um artista que não sabe pegar em metralhadoras e não tem noção de técnicas de combate, mostra o drama do polonês que se vê incapaz de defender seu país e sua família, agarrando-se a única coisa que lhe resta: o teatro.

Mostra, também, a história de um policial que sempre seguiu ordens e como foi moldado para a brutalidade, assim como sua desorientação quando não recebe as novas diretrizes para tempos de paz e se vê obrigado a tomar as decisões sozinho.

Esse livro faz parte daqueles que se lê em um único dia, não porque ele é curto ou porque a história se passa toda num dia, mas porque você, simplesmente, não consegue largar; Bosco Brasil faz nos identificarmos com o personagem, que deixa de ser Clausewitz para tomar a identidade do leitor.

Uma peça muito bem escrita e moldada à realidade daqueles que mais sofreram com a guerra. Recomendo essa leitura a qualquer um que se interesse pela história sendo contada de uma maneira diferente, da ótica humanista e não apenas factual.

 

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em julho 3, 2012 em Livros

 

Tags: , , , , , , ,

Uma resposta para “Marca Páginas – Novas Diretrizes em Tempos de Paz de Bosco Brasil

  1. Luciane

    julho 3, 2012 at 1:19 pm

    Quando li este livro, o filme eu já tinha achado muito bom . Realmente uma obra muito tocante. Vale a pena ler o livro e assistir o filme, nos conduzem a visões diferentes da época em se passa os acontecimentos

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: