RSS

Marca Páginas – Bufo & Spallanzani de Rubem Fonseca

16 out

 

“Você fez de mim um sátiro (e um glutão), por isso gostaria de permanecer agarrado às suas costas, como Bufo, e, como ele, poderia ter a minha perna carbonizada sem perder esta obsessão.´
Assim o escritor Gustavo Flávio, um dos protagonistas deste romance, começa a desfiar a trama de pequenas e grandes obsessões que fazem de Bufo & Spallanzani um dos mais surpreendentes livros lançados nos últimos anos.
Também o leitor vai se descobrir agarrado ao desenrolar acelerado de estranhos acontecimentos, incapaz de pôr de lado uma história que o domínio narrativo, a cáustica ironia e a brutal franqueza de Rubem Fonseca transformam em um intrigante jogo de verdades e mentiras”.

Esse livro é ótimo.

Eu poderia parar por aqui e quando vocês o lessem iriam concordar comigo sem demora, no entanto, o objetivo dessa seção é eu dar a minha opinião sobre os livros falando o porque gostei ou não do exemplar.

Para começar quero deixar claro que adoro aquela frase inicial ali de cima (Você fez de mim um sátiro (e um glutão), por isso gostaria de permanecer agarrado às suas costas, como Bufo, e, como ele, poderia ter a minha perna carbonizada sem perder esta obsessão) acho que ela se encaixa muito bem no contexto do livro e causa um impacto muito grande para aqueles que pretender ler a obra.

Eu, provavelmente, nunca teria pensado em pegar esse livro, se o visse numa biblioteca qualquer, por achar que iria se tratar de uma dissertação sobre biologia e tals. Isso porque, como sabemos, Spallanzani foi um importante cientista dessa área e Bufo é o nome cientifico de um sapo que expele, involuntariamente, veneno. Porém eu fiquei com uma vontade absurda de ler esse livro quando, na aula de literatura meu professor comentou:

– Bufo e Spallanzani foi pedido como leitura obrigatória no vestibular da UFPR, há alguns anos atrás, mas foi retirado da lista porque muitos pais moveram uma ação contra a Universidade alegando que o livro era impróprio à idade de seus filhos. A UFPR foi proibida de cobrar esse livro no vestibular.

Convenhamos que, depois disso, é completamente aceitável a minha curiosidade ter ido a mil. O professor continuou contando um pouco da história e o que levou os pais a pedirem a exclusão do livro da lista… bando de incultos sensacionalistas, na minha opinião…. eu fico imaginando o que eles fariam se a federal tivesse pedido A Mulher que Escreveu a Bíblia como leitura obrigatória.

Mas voltando ao livro. Bufo e Spallanzani é um livro muito inteligente, ele mistura ciência, romance, loucura, obsessão e crimes em uma única narrativa.

O estilo de Rubem Fonseca é facilmente detectado, logo no início do livro, a leitura crua, banal, mostrando o lado mais humano possível dos personagens, aquele que eles falham.

Normalmente, eu fico com um pé atrás para romances policiais, isso porque muitas vezes o autor consegue estragar o livro deixando muitas brechas fazendo com que nós, leitores, sejamos capazes de identificar o culpado lá pela metade do livro, além disso é comum que a leitura fique um pouco massante, eles procurando provas e tudo o mais, no entanto, isso não acontece com Bufo e Spallanzani a leitura flui freneticamente o tempo todo. Mal acaba de explodir uma bomba numa parte da história já estão tentando cortar o fio vermelho lá na outra.

Sei que tem muita gente que não gosta do estilo de escrita do Rubem Fonseca, isso porque ele é do tipo curto e grosso mesmo, não fica escondendo os defeitos das pessoas e nem poupa os leitores de coisas nojentas ou que gostaríamos de não ter lido; por exemplo, durante o livro do Bufo e Spallanzani ele, para descrever o policial, fala da blusa ensebada. Sério, aquilo me revirava o estomago, porque eu tenho nojo e é a esse estilo que me refiro. Fonseca não poupa nada por ‘nojinho’ ou por ser desagradável, ele simplesmente escreve e deixa que o leitor se vire com seus demônios internos.

Eu, assim como meu professor de literatura, adorei esse livro e vou falar euforicamente dele a qualquer um que me fizer uma pergunta sobre a história, então sugiro que leiam esse livro o mais rápido puderam, apreciem a leitura e o talento que Rubem Fonseca tem de te prender desde a primeira linha até o último ponto final dessa história.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 16, 2012 em Livros

 

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: