RSS

Pipoca com Manteiga – Wanderlust

29 nov

“Wanderlust, ainda sem tradução em português, conta a história de um jovem casal George (Paul Rudd) e Linda (Jennifer Aniston), que após problemas financeiros aderem a uma comunidade hippie local.”

 

O filme tem tudo para ser aquele tipo de comédia fraquinha para você assistir numa tarde ociosa com os amigos por aí, porém nem para isso esse longa serve.

Com intuito de fazer uma critica ao hippie lifestyle o diretor tentou produzir um filme cheio de ‘lados negros’ desse lado da força mas o que ele conseguiu foi produzir uma bela de uma porcaria cheio de clichês.

Galera, estou escrevendo sobre esse filme para poupá-los de assistir a uma, das que pode se tornar uma, das piores comédias românticas que vocês poderão ver a vida toda. Comédia romântica por si só já deixa um pouco a desejar, quando ela é extremamente previsível e vulgar fica ainda pior.

Em Wanderlust o casal vai a falência e para não precisar depender do irmão mala de George os dois acabam se mudando para uma comunidade hippie onde eles pregam o amor livre, adoração a natureza e a liberdade de cada um. Depois de uma noite de revelações e muitas mudanças Linda acaba se identificando com a comunidade e decide passar o resto da vida lá porém George não aceita muito bem a ideia e é aí, na verdade, que começa toda a ‘aventura’ do filme. É também nesse ponto que ele passe de um filme chato para um filme deplorável.

Quando comecei a assistir esse filme achei que seria algo para rir um pouquinho e, talvez, se emocionar, ou seja, um filme para não pensar. Algo para você ficar vegetando em frente a TV. Pois é o filme é, realmente, para mentes fracas, mas fracas mesmo, do tipo que acham um máximo ficar fazendo piadas ligadas a forma física e aparência de alguém além de piadinhas sujas sobre relacionamentos entre pessoas e formas distintas de ver o mundo.

Eu fiquei extremamente revoltada com esse filme, denegriu, completamente, a imagem dos hippies e demais pessoas que acreditam numa sociedade alternativa. Não digo que todos temos que apoiar ou gostar mas, no mínimo, aceitar e respeitar; ficar fazendo piadinhas sujas com isso é uma prova de um nível cultural muito baixo.

Os atores, apesar de serem bons, perderam todo o brilho devido ao roteiro maçante e apelativo do longa. A queridinha das comédias românticas Jennifer Aniston fica ofuscada pelo número gigante de vulgaridades presentes no longa-metragem. E Paul Rudd perde todo o seu encanto de galã comum quando tenda representar uma ‘dificuldade’ de relacionamento entre seu personagem e uma outra presente na história.

Resumindo isso tudo: não assistam esse filme, com certeza, vocês irão de arrepender muito.

O que mais me dói é saber que os caras tiveram um trabalhão e gastaram um monte para produzir uma porcaria dessa, um longa-metragem altamente preconceituoso, vulgar, previsível, apelativo, sem graça e desprovido de qualquer sentido. Um completa decepção.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 29, 2012 em Filmes

 

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: