RSS

Marca Páginas – A Sangue Frio de Truman Capote

11 dez

capote

Olá, queridos e queridas leitores e leitoras deste humilde blog.

Hoje como todos bem sabemos é dia de colocar um livro aqui, então vamos à obra de hoje: A Sangue Frio do Truman Capote!

“Um homem religioso, uma mãe depressiva, um adolescente, uma garota dona de casa, um cachorro amedrontado e dois ladrões frustrados. Esses e outros personagens são os ingredientes chave para o romance jornalístico A sangue frio, de Truman Capote. O livro é uma reportagem investigativa sobre o assassinato de quatro membros da família Clutter, o casal e seus dois filhos caçulas, ocorrido em 1959 na cidade de Holcomb, no Kansas, Estados Unidos”

Hoje eu resolvi escrever sobre esse livro porque saiu uma notícia no G1 que uma policial norte-americana esta tentando reabrir o caso porque ela acredita que os dois cometeram mais assassinatos na viagem de volta para suas casas, ao que parece. Ela só esta esperando permissão para exumar os corpos dos assassinos, pelo que me lembro.

Como a própria sinopse nos informa o livro não é romanceado, tudo o que você lê é real o que é extremamente incômodo já que Capote narra acontecimentos violentos e bem assustadores ainda mais quando ele fala da frieza com que os assassinatos foram cometidos.

Uma das coisas que me chamou a atenção no livro é que em alguns momentos Capote parece tentar justificar os crimes, mas isso pode ser só impressão minha.

Esse livro de Capote é considerado uma obra prima por ser o primeiro do gênero do New Journalism, ou seja, um livro não-ficcional, relatando um fato jornalístico. Apesar de saber que é tudo real; por ser um livro, nós, como leitores, as vezes nos esquecemos desse detalhe e acabamos por achar que tudo aquilo não aconteceu, e é um soco no estômago toda vez que você lembra que aquelas pessoas foram realmente assassinadas e que a reação das pessoas da cidade foi aquela que Capote descreveu.

Dizem as más línguas que Capote teve um relacionamento amoroso com um dos assassinos e por isso a quantidade e qualidade das informações. Bom, isso não tem como eu comprovar para vocês mas o que se sabe é que Truman Capote chegou a pequena cidade de Holcomb, então com 270 habitantes, um mês após o ocorrido, depois de saber do crime lendo uma nota no jornal The New York Times e foi daí que deu inicio as investigações, com entrevistas à parentes e amigos, acesso a cartas, vídeos, fotos e documentos oficiais. Capote foi uma espécie de CSI solitário nesse caso. A primeira publicação dos relatos de Capote foram na revista The New Yorker que, com o último capítulo da série, bateu recordes de venda em 1965; o livro foi publicado em 1966.

Apesar de ser bastante violento, a principio, o livro é muito bom e dá pra se dizer, inteligente. Não ficou só na questão investigativa, dos assassinos, do crime em si; Capote compôs todo o cenário, com os amigos e parentes, com suspeitos e a reação de todo mundo. Uma das reações que achei mais bem feitas e interessantes foi a do namoradinho da Nancy. Na boa, ficou muito bem feito, Capote conseguiu captar e passar para os leitores toda a tristeza que o garoto estava sentindo e como ele lidou com isso.

Como em toda cidade pequena tem os e as fofoqueiras de plantão e são eles que, normalmente, tem informações sobre tudo Capote os incluiu no relato, tornando-o ainda mais interessante.

A parte mais longa do livro, pelo que me lembro, é a parte em que ele descreve a estadia dos criminosos na cadeia, seu julgamento e enforcamento. Foi também uma das partes em que mais prendi a respiração porque é aí que você entende a motivação dos dois assassinos. Conta também a história das famílias e os sacrifícios dos pais e a decepção deles ao saber dos crimes. É valido lembrar aqui que, após o enforcamento, nenhuma das famílias pediu direito sob os restos mortais e o dois criminosos foram enterrados como indigentes.

Enfim, o livro é ótimo e vale muito a pena ser lido. Não tem problema se durante a leitura você esquecer que são fatos reais contanto que lembre-se disso no final do livro, para que não fique reclamando que não teve mais assassinatos.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 11, 2012 em Livros, Uncategorized

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: