RSS

Arquivo mensal: fevereiro 2013

Irlanda, Escócia & Inglaterra

Olá gente!

A última vez que eu publiquei nesse blog foi, praticamente, só reclamando; agora, para mudar um pouco o cenário eu vou contar para vocês como está sendo a viagem que estou fazendo.

Nessa viagem resolvemos englobar as três capitais não UE… a capital da Irlanda, Escócia e Inglaterra.

Devo dizer que começamos a jornada pela Irlanda e foi fantástico, claro que houve seus contra tempos, como se perder, não saber o que fazer, e tudo o mais porém a viagem em si foi muito proveitosa.

Depois da Irlanda pegamos uma avião até a Escócia, que era um sonho meu de conhecer esse lugar pois vários livros que li se ambientavam por lá, e bom a Escócia poderia ser um lixo mas aos meus olhos ela seria bela de qualquer maneira. Óbvio que não era um lixo, muito pelo contrário a cidade é toda linda… nós até pensávamos em ir nos pontos turísticos e tal mas todos os lugares pareciam pontos turísticos, as casas eram todas  feitas de pedra em forma de castelo, fiquei maravilhada com o local.

Por fim a capital inglesa, que é de onde eu digito este texto. Sempre que perguntávamos para alguém sobre Londres via uma enxurrada de informações nos mandando fazer isso ou aquilo e tudo mais, achamos que era exagero mas, assim que chegamos na cidade, percebemos que não tinha nada de exagero. A cidade é enorme, muitos lugares para se conhecer e visitar e muito alternativa também, está sendo uma ótima experiência.

Mas do que adianta eu ficar falando que foi legal se não contar com detalhes:

 

Irlanda

Castelo em Dublin

Castelo de Dublin

Chegamos na Irlanda e logo fomos procurar o que fazer, como chegamos a tarde sóteríamos a noite livre para aproveitar a cidade. Depois de reunião com a galera decidimos que iríamos em um tour musical, digamos assim, dois músicos nos levariam em alguns bares da cidade contando sobre a história da música Irlandesa e cantando as músicas tradicionais, das quais sou particularmente fã. Nossos guias eram muito legais, super simpáticos e atenciosos conosco, sempre que fazíamos uma pergunta eles respondiam com todo bom humor, puxavam assunto… foi muito legal essa experiência.

No segundo dia na Irlanda nós fomos fazer o Free Walking Tour que é um Tour totalmente gratuito onde um guia vai explicando os principais pontos turísticos da cidade. O nome do nosso guia era Stephen e ele foi outra pessoa que me deixou boas impressões uma vez que respondia todas as perguntas e não se incomodava se o interrompêssemos para esclarecer alguma coisa.

Nosso único problema aqui é que no intervalo do tour, tempo que usamos para almoçar, ele nos levou num lugar que estava muito cheio, por causa de um jogo de rúgbi que estava passando, resultado eu e meu namorado resolvemos não pagar 5 euros por uma sopa e ficamos com um pouco de fomo no resto do tour.

No final desse tour nossos amigos, com quem estamos viajando, foram no tour da Guiness, eu e o Lucas resolvemos que não seria interessante para nós e fomos fazer outra coisa (foi aí que me perdi, umas três vezes). Andamos por uma rua, a qual batizamos de XV Irlandesa, em lembrança a rua XV de Novembro, de Curitiba. Foi um passeio legal mas chegamos a conclusão que você deve tentar achar por sua conta lugares legais para comer ou ir em lugares que pessoas já foram e recomendam porque todos os lugares que as informações turísticas indicavam eram extremamente caros e a qualidade nem era tão boa assim, o que nos deixou bem decepcionados.

Voltamos para o Hostel e dormimos até nossos amigos retornarem, quando eles voltaram decidimos que iríamos para um bar onde tinha música ao vivo para conversar…. foi ótimo! Tinha cerca de 10 violinos tocando juntos, foi muito legal, melhor ainda quando tocaram e cantaram ‘You are my Sunshine’ do Johnny Cash a música já é bonita e ficou ainda melhor.

Irlanda

Eu e Lucas no topo da montanha da Vila dos Pescadores

No nosso último dia na Irlanda resolvemos fazer um tour pela vila dos pescadores e foi lá que eu vi a Irlanda que sempre imaginei. Nosso guia, nesse tour, se chama Peter e foi um dos, senão o, melhor guia, que tivemos. Ele conversou com todo mundo do grupo, explicou tudo certinho, falava claro… foi muito esforçado e nos levou por paisagens lindas… tanto que esquecemos o mar de lama que tivemos que atravessar no caminho (literalmente).

Fiquei muito feliz em ter conhecido a Irlanda, é um país lindo com um história muito rica e um povo muito simpático… eu voltaria para lá fácil, fácil.

 

Escócia

Castelo de Edimburgo

Eu e Lucas no Castelo de Edinburgo!

Eu sou suspeita de falar da Escócia, é um lugar que eu sempre quis conhecer pois sempre habitou minha imaginação de todas as maneiras possíveis. A cidade e si é muito bonita, todos os prédios, na área antiga, se parecem com castelos e coisas dos tipo. Chegamos lá de manhã então já fomos procurar o que fazer na cidade. Fomos no Free Walking Tour… não deu muito certo. Estava frio, chovendo, ventando… o clima estava horrível para ficar no meio da rua, além disso, para ajudar, nosso guia falava enrolado e super rápido, não conseguíamos entender nada. No meio do tour eu e o Lucas vimos o museu nacional escocês e tinha uma exposição viking, nós largamos o tour e fomos para o museu. Fizemos bem… tinham várias coisas legais lá e interativas, ou seja, podíamos encostar em algumas peças, brincar com outras… foi divertido.

Nesse mesmo dia nós visitamos o castelo da Escócia e fizemos o The Scotch Whisky Experience… sou fraca demais para tomar Whisky.

No segundo dia eu fui, com o Lucas, para o centro da cidade, comprar um tênis novopara ele já que o dele esta dando muito problema. Compramos e fomos encontrar com nossos amigos no museu da Escócia, como elas ainda não tinham visto quase nada do museu resolvemos ficar lá por mais uma hora até eles passearem um pouco mais. Nesse meio tempo eu e o Lucas fomos para a parte de História Natural e foi muito divertido. (Parenteses aqui: o Lucas adora raposas, mas ele nunca tinha tocado em uma

Fiquei de fotógrafa... no pedra, papel, tesoura!

Fiquei de fotógrafa… no pedra, papel, tesoura!

para saber como elas são; no museu tinha uma raposa do Artico empalhada, ao alcance da mão, usei de toda a minha malandragem e coloquei a mão dele na raposinha para ele saber como ela é… não me arrependo nem um pouco, a reação dele foi muito gratificante)

Depois do museu, andamos pela rua principal e compramos algumas lembranças do país. Não vimos ninguém de kilt tocando gaita… foi decepcionante.

Apesar de ter achado a Escócia linda e tudo o mais acho que não aproveitamos muito dela. Adorei o lugar mas se der eu volto para lá, de maneira mais organizada, desta vez.

Depois da Escócia pegamos um trêm até Londres.

 

Inglaterra

Esta sendo o melhor destino até agora. Tem muita coisa legal para conhecer  o que nos
impede de ficar tão perdidos… para qualquer lugar que formos tem coisa para fazer!

Além disso Londres tinha um atrativo bem diferente para mim, se vocês lembram desse texto aqui, vocês vão lembrar que eu queria muito fazer o The Ripper Walk Tour… eu fiz. Foi muito legal, faria mais umas três vezes, mas não da tempo (rsrs).

Assim que chegamos em Londres deixamos as coisas no Hostel, enquanto nossos amigos estavam no Jogo do Brasil eu e o Lucas fomos para um cinema, assistir Django, com audio descrição para ele, para mim era só um cinema mas pelos comentários do Lucas a descrição estava muito boa e foi uma experiência nova.

No segundo dia aqui em Londres, nós fomos assistir a troca de guarda no palácio. Todo mundo fala que é um máximo e não sei mais o que mas, na boa, não vi nada demais nos soldadinhos marchando de um lado para o outro, sei lá, talvez eu não tenha entendido mas não achei o ó do borogodó como todo mundo fala.

Chegada em Londres

Pisamos em solo inglês, pela primeira vez…

Depois disso fomos no Free Walking Tour de Londres, nosso guia, John, foi incrível, contou histórias engraçadas e inesperadas, fazia umas performances legais além de explicar todos os pontos direitinho.  O tour acabou em um pub, como eu e o Lucas faríamos a tour do Jack the Ripper logo depois ficamos por lá e fomos com o guia até o ponto de encontro.

O tour do Jack the Ripper foi muuuuito legal, para mim, ao menos, achei interessante andar pelas mesmas ruas que ele e pensar que, até hoje, ninguém sabe quem foi esse cara… isso é inacreditável.

Chegamos em casa totalmente acabados e capotamos na cama.

Hoje fomos até o British Museum e ficamos umas três horas andando lá por dentro. Lá tem aparelhos que audio descrição, o Lucas ganhou um e eu ganhei outro, para poder acompanhar… além disso ele podia encostar em alguns objetos e foi muito legal. Depois do museu nós dois subimos a Oxford Street, que é uma rua bem famosa aqui e, como meus pés estão cheio de bolhas de tanto caminhar, acabamos voltando para casa para tomar um banho e descançar um pouco… que é o momento que estou escrevendo este texto.

Não sei o que faremos depois, estou esperando o Lucas acordar, mas de qualquer forma o dia valeu a pena.

Amanhã a tarde nos despedimos de Londres, mas ainda temos planos para o início da manhã e até as três da tarde, espero que consigamos fazer o que desejamos.

 

Enfim, as viagens tem sindo ótimas, muito legais, muito enriquecedoras e extremamente proveitosas, estou adorando tudo e tenho certeza que sentirei saudades desses dias muito em breve. Recomendo uma viagem assim a qualquer pessoa, é possível conhecer muita coisa que você sempre quis e descobrir várias outras que jamais imaginou.

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: