RSS

Roma, a cidade eterna!

21 jun

Saudações, leitores!

Hoje é mais um dia de post no blog, desta vez sobre a viagem para a Itália!

Antes de começar eu gostaria de falar que está sendo um pouco estranho escrever sobre uma viagem para Itália em meio a tudo isso que vem acontecendo no Brasil.  Se eu estivesse em terras brasileiras tenho certeza que estaria metida no meio dos protestos de Curitiba e nem passaria pela minha cabeça uma viagem para a Itália, mas como eu estou tão longe do Brasil e já estava na Itália quando os protestos começaram não posso fazer muita coisa a não ser contar para vocês como foi a visita na Itália.

A viagem para a Itália começou no dia 14/06 quando embarcamos em Porto com destino a Bologna.  Vou dividir os posts por cidade, para ficar mais organizado.

Chegamos em Bologna por volta as 18h e aí demos uma passeada pela cidade e provamos um tagliatelle a bolonhesa… ele não estava tão bom assim mas acho que isso foi mais por termos criado muitas expectativas para o prato.  Nosso trem para Roma saia na madrugada do dia seguinte então ficamos em um  barzinho até dar o horário de saída…. foi uma noite muuuuuiito longa.

Chegamos em Roma bem cedo e fomos direto procurar o nosso hostel. Achamos e, cara, o lugar era

Coliseu a noite

Coliseu a noite

inabitável, para vocês terem uma ideia nem o responsável do lugar estava lá, eu e meu amigo conversamos com os outros hóspedes do local que nos explicaram como funcionava. Depois de ouvir eu aproveitei que ninguém além de nós entendia a nossa língua e falei: eu não fico aqui… vamos embora!
Agradecemos as meninas e nos retiramos o mais rápido que conseguimos, já na rua decidimos procurar um outro local para dormir. Achamos um hostel muito bom e que estava apenas 7EUR mais caro do que iríamos pagar no primeiro, ficamos por lá mesmo. Eu e meu amigo dividimos quarto com um francês, um iraniano, duas chinesas e uma americana. Conversamos com os dois meninos sobre a vizinhança e eles nos aconselharam a não ficar na rua até mais tarde, o que se tornou um problema pois nossa ideia era que não pegaríamos hostel novamente e esperaríamos o trem na estação.  Conversamos com o responsável pelo hostel e ele falou a mesma coisa, que não deveríamos arriscar ficar tão tarde na rua. Eu e meu amigo decidimos que ficaríamos mais uma noite no hostel… não houve nem discussão, porém viajamos em três pessoas e tínhamos que convencer essa terceira a aceitar isso, foi um pouco mais complicado por diversas variáveis mas acabamos todos dormindo, confortavelmente e seguros, no hostel por mais uma noite.

Pantheon

Pantheon

O passeio por Roma foi incrível, no primeiro dia estava muito quente e quase não havia sombra onde nos abrigássemos mas, felizmente, Roma conta com inúmeras fontes de água potável e gelada por toda a cidade o que não permite sede e dá uma ajudada no calor. Na cidade eterna conheci o Coliseu, Fórum Romano, Pantheon, Fontana di Trevi e muitas outras coisas lindas só possíveis de serem vistas naquele museu a céu aberto que é Roma.

Fomos ao Vaticano e assistimos uma missa com o próprio Papa, não preciso nem dizer que nos divertimos mais do que oramos nessa missa. Uma das coisas mais legais que achei é que a missa é rezada em vários idiomas diferentes, o que a torna muito mais interessante que qualquer outra missa. Saímos do Vaticano e era umas 14h por aí, voltamos para o Hostel decidir umas últimas coisas e eu decidi que não queria ficar num Hostel quando eu podia conhecer Roma…. convidei a galera; meu amigo decidiu ir comigo e a menina que viajava conosco achou melhor ficar e descansar um pouco. Quando o sol baixou um pouco saímos para ver mais uma vez o Coliseu, Vitoriali e as demais atrações de Roma. Nesse dia, no entanto, o meu objetivo era chegar até a Piazza del Popolo, não sei porque mas algo me dizia para ir até lá. Chegamos na Praça e estava tendo a comemoração de 50 anos de uma empresa e eles haviam chamado uma orquestra que estava tocando apenas temas de filme. Assim que chegamos fomos recepcionados com a trilha sonora de Cinema Paradiso, obviamente eu e meu amigo sentamos no chão da praça e ficamos por lá só ouvindo a orquestra, antes da viagem eu e o Bispo (meu amigo) decidimos que o tema da viagem seria a trilha de poderoso chefão então vocês já podem imaginar a nossa emoção quando a orquestra começa com os primeiros acordes do Padrinho… claro que nos atrapalhamos todos mas conseguimos gravar a orquestra tocando! lol

Depois disso subimos em uma colina que dava uma vista panorâmica de Roma… era por do sol e aquela

Vista da Cidade

Vista da Cidade

cidade nunca foi tão encantadora.

Em Roma eu experimentei uma pizza que não consigo nem explicar o quão bom aquilo era. A cada mordida eu e o Bispo fazíamos um comentário a respeito da massa, textura, gosto do tomate, molhos… tudo, estava tão gostosa que eu poderia ter comido mais meio metro daquela pizza sem reclamar (lá as pizzas de rua são retangulares e você compra por metro), depois daquilo senti vontade de nunca mais escovar os dentes; além da pizza experimentei um sorvete de chocolate amargo com frutas do bosque, o sorvete de chocolate era preto e o de frutas do bosque tinha uma cor de vermelho sangue e o sabor de cada um era muito bom mas os dois juntos…. eram os dois juntos e só; comemos, também napolitani de chocolate, um sabor bem diferente mas muito bom e eu, num momento eufórico resolvi comprar uma badeja inteira de tomates para come-los, aqueles tomates tinham mais gosto de ameixas do que de tomates e eram incrivelmente bons (pena que não podia transportar no avião)… no último passeio por Roma eu e o Bispo vimos uma banquinha de frutas e elas eram tão apetitosas que resolvemos comprar, ele ficou com uma fatia de melancia e eu com uma laranja, daquelas que dá pra descascar com as mãos. A melancia parecia menos aguada que a brasileira o que foi um ponto negativo mas estava tão docinha que nem houve muitos comentários sobre isso, já a laranja estava doce e com muito néctar. Alguma coisa, de muito bom, acontece com as frutas e legumes da Itália, aliás com todos os alimentos da Itália, eles se transmutam em algo dos deuses.

Centro do Império Romano

Centro do Império Romano

Roma foi algo meio surreal, tudo aquilo que estudamos na escola estava diante dos nossos olhos, era difícil imaginar que estávamos andando no meio do que, antes, foi o centro de um império. Em alguns momentos eu lembro que falava, não sei se sozinha ou para meus amigos: “Cara, a professora Odila falou daquilo, na quinta-série!!!”; a história que minha professora explicou há anos atrás estava toda fresca na minha memória e a voz dela parecia ecoar na minha cabeça falando do Império Romano, inundação do Tibre e tudo mais que aprendi sobre Roma. Agradeci, mentalmente, a ela por gostar tanto do que estuda e ter passado o conhecimento tão bem para nós, alunos, a ponto de eu lembrar dos detalhes e ter aproveitado ainda mais a cidade e percebido os diferenciais de Roma, por não ter ficado só com a paisagem e ter sido capaz de entender a história por trás das ruínas daquela cidade.

No fim da viagem de Roma eu e o Bispo chegamos a conclusão que não importa quantos lugares você visite… se conhecer Roma, principalmente ao entardecer, ela toma seu coração e não devolve mais.

Já de volta no hostel eu aproveitei as últimas horas em Roma para tomar um banho entrar na internet e dormir… o trem para Florença saia as 06:50h do dia seguinte e tinha que acordar cedo, mas isso é história para outro post.

Anúncios
 

Tags: , , , , , , , ,

2 Respostas para “Roma, a cidade eterna!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: