RSS

Arquivo mensal: agosto 2013

Coco au vin

Sei que, aparentemente, este blog esta sendo deixado de lado e bom, vocês até que tem razão, eu deixei de escrever aqui por um tempo considerável. Ainda não garanto periodicidade mas tentarei fazer com que as atualizações sejam mais frequentes.

Lembro que estou devendo para vocês a história do Coco au vin que experimentamos na França… bom, esta na hora de contar essa peripécia.

Eu e meus dois amigos decidimos que, pelo menos um dia, comeríamos muito bem… isso foi decidido no inicio da viagem, no entanto, as coisas foram se complicando e tivemos uns imprevistos e nossa grana encurtou. Para tanto tiramos, a principio, o “comer bem” dos objetivos principais.

Fomos visitar Versailles  e apresentamos nosso passaporte. Nosso visto era de um ano o que nos caracterizava moradores europeus e por isso nossa entrada no Palácio (que custaria 16EUR) saiu completamente de graça.  Já que a sorte soprou a nosso favor o “comer bem” entrou, novamente, na lista.

Encontramos um restaurante que servia, entrada, prato principal e sobremesa por 17EUR e decidimos por ele mesmo.

Eu já havia me decidido que iria comer Scargot e Crème brûlée e como prato principal escolhi pato ao molho de laranja.

Meus amigos foram escolher os seus respectivos pratos, o amigo 2 estava em dúvida sobre a entrada, aí eu, metida como de costume, escolhi o prato pra ele mas esse mesmo amigo quis se adiantar e pediu a bebida. Uma coca.

O garcom que estava com a cabeça nos pratos principais repetiu rapidamente

Coco au vin. Meu amigo não entendeu e então começou a bagunça. Eles não tinham ouvido a parte do “au vin” então meu outro amigo falou:  Coke… é a coca, pode pedir.
Eu com um pé atrás perguntei: Vocês tem certeza?

Amigo 1 – Aah é a coca sim, ela tava no celular nem ouviu, pode pedir cara, é isso mesmo
Amigo 2 – Oui, coke!

Eu: Gente, não sei não…. Mas tá bom.

 

Esperamos ansiosos por nossas comidas, chegou as entradas e foi uma alegria só, todas deliciosas.

Então era a vez dos pratos principais, a minha e do amigo 1 vieram certinhas, mas tivemos uma surpresa quando era a vez do amigo 2 . Ele havia pedido Pato, assim como eu , mas recebeu coco au vin.

Lembram da confusão com a coca? Então, o garçom achou que o menino estava mudando o prato principal e não pedindo a bebida então,no lugar do pato ele recebeu coco au vin. O problema é que esse meu amigo detesta o tipo de carne do coco au vin; carne com molhos e feita na panela não é bem o estilo dele o que fez com que comesse tudo que tinha no prato menos a carne.

Quando, já no fim do almoço, o garçom percebeu que o piá não tinha comido, chegou ao lado dele e começou a explicar a carne, o preparo etc. aproveitou o embalo e cortou toda a carne para ele, já que pensou que o motivo de não ter comido era por não saber cortar. Eu e meu outro amigo nos encaramos e começamos a rir um monte, enquanto viámos a cara de desespero que nosso amigo fez, como se pedisse socorro.

Ele nos olhava e falava: eu não gosto dessa carne, o que eu faço?

Sacaneamos o quanto a gente pode, falamos que ele teria que comer e tudo mais, mas aí ficamos com dó e, solidários, eu e o outro pegamos nossos garfos e, assim que o garçom virou, cada um espetou um pedaço de carne e comeu, para acabar de uma vez com o dilema da carne.

Chegou a vez da sobremesa e meu amigo estava tão desiludido com o almoço que falou que como eu acertei na entrada talvez acertasse na cobremesa também e deixou que eu escolhesse a sobremesa para ele.  Sem querer me gabar mas foi a melhor decisão que ele tomou, afinal escolhi uma torta de maçã transbordando de chantilly totalmente deliciosa o que, segundo ele, minhas escolhas foram a salvação do almoço!

 

Tags: , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: